Compreensão de adolescentes sobre as informações nutricionais e suas formas de apresentação em rótulos de alimentos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47320/rasbran.2021.1698

Palavras-chave:

Rotulagem Nutricional Educação Nutricional Estudantes Alimentação Saudável

Resumo

Objetivo: Avaliar o conhecimento dos adolescentes de uma escola pública sobre as formas de apresentação das informações nutricionais nos rótulos dos alimentos. Métodos: Trata-se de uma pesquisa exploratória, descritiva, baseado na utilização de um questionário pertinente as informações socioeconômicas e a compreensão dos rótulos de alimentos pelos adolescentes de uma escola pública, na faixa etária de 12 a 18 anos, de ambos os sexos, aplicado em 241 estudantes da sétima série ao terceiro ano do ensino médio. Resultados: Os resultados encontrados nesta população foram: 64% (n=154) não realizam a leitura dos rótulos, no entanto, 62% (n=149) entendem as informações nutricionais.  Além disso, 42,7% (n=103) dos estudantes apontam as letras pequenas como a principal dificuldade na compreensão dos rótulos, 25,52% (n=85) consideram a qualidade nutricional como a mais importante no momento da compra e 39,8% (n=96) compreendem com mais facilidade o modelo tradicional vertical. Conclusão: A maioria dos adolescentes não têm o hábito de ler o rótulo, além de sentir dificuldade na leitura e interpretação dos rótulos e informação nutricional. Quanto aos modelos de apresentação da informação nutricional, o modelo linear foi avaliado como de mais difícil compreensão e os modelos frontais de semáforo e de advertência em triângulos apresentaram certa dificuldade de compreensão. Neste sentido, é necessário que as ações da educação alimentar e nutricional nas escolas abordem mais sobre rotulagem de alimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosa Beatriz Monteiro Souza, Centro universitário FIBRA

nutricionista (UFPA), mestrado em ciência e tecnologia dos alimentos (UFPA). Docente do curso de nutrição do Centro universitário FIBRA

Érica Queiroz Valente, centro universitário FIBRA

Discente do curso de nutrição do Centro universitário Fibra

Fernanda Monteiro Silva, Centro Universitário FIBRA

discente do curso de nutrição do Cenro Universitário FIBRA

Referências

Souza C. Estudo da tabela nutricional com alunos da 7° série. [monografia] Foz do Iguaçu: Universidade Tecnológica Federal do Paraná; 2011.

Carbonell CS, Ressel LB, Alves CN, Welhem LA, Stumm KE, Silva SC. A influência da cultura no comportamento alimentar dos adolescentes: uma revisão integrativa das produções em saúde. Rev. Adolescência & Saúde 2012; 9(4):37-43.

Moraes RW. Determinantes e construção do comportamento alimentar: uma revisão da narrativa da literatura. [monografia] Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2014.

Silva S, Vieira, AP. Comportamento alimentar dos adolescentes: uma proposta de reeducação alimentar. Caderno PDE, 2014;

Eloí, A., Souza, a., Lima, T., Vasconcelos, J., Prazeres, F., Araújo, F.. Aspectos do crescimento e hábito alimentar em adolescentes. Revista de trabalhos acadêmicos - Universo recife, América do Norte, 4, set. 2017.

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Resolução RDC nº 359, de 23 dezembro de 2003. Aprova Regulamento Técnico de Porções de Alimentos Embalados para Fins de Rotulagem Nutricional. Diário oficial da união 2003; 24 dez.

Brasil Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).. Resolução RDC nº 360, de 23 de dezembro de 2003. Aprova Regulamento Técnico Sobre Rotulagem Nutricional de Alimentos Embalados, Tornando Obrigatória a Rotulagem Nutricional. Diário oficial da união 2003; 24 dez.

Brasil, Ministério da Saúde (MS). Política Nacional de Alimentação e Nutrição-PNAN. Brasília: MS; 2012.

Brasil, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Queremos rótulos que ajudem o consumidor comer bem. Ascom. ANVISA ; 2017.

Brasil, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Relatório Preliminar de Análise de Impacto Regulatório sobre Rotulagem Nutricional. Brasília: ANVISA; 2018.

Silva MCF. Avaliação Da Compreensão Da Representação Gráfica Das Informações Nutricionais De Rótulos De Alimentos Em Adolescentes. [dissertação]. São Leopoldo: Universidade do Vale Rio dos Sinos; 2015.

Marins BR, Jacob SC, Peres F. Avaliação qualitativa do hábito de leitura e entendimento: recepção das informações de produtos alimentícios. Ciência e Tecnologia de Alimentos. 2008. 28(3): 579-585.

Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. Notas técnicas - v. 1.5 – 4. 2019

Baylão ALS, Schettino EMO. A inserção da mulher no mercado de trabalho brasileiro. In: Anais do XI Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia; 2014, Rio de Janeiro.

Bento IC, Esteves JMM, França TE. Alimentação saudável e dificuldades para torná-la uma realidade: percepções de pais/responsáveis por pré-escolares de uma creche em Belo Horizonte/MG, Brasil. Cien Saude Colet 2015; 20(8): 2.389-2400.

Sampaio B, Guimarães J. Diferenças de eficiência entre ensino público e privado no Brasil. Economia Aplicada. 2009, 13 (1): 45-68

Cavada GS, Paiva FF, Helbig E, Borges LR. Rotulagem Nutricional: você sabe o que está comendo. Braz. J.Food Technol 2012; 15(4): 84-88.

Brasil. Ministério da Saúde (MS). Guia alimentar para a população brasileira. 2. ed. 2014.

Barros LS, Rêgo MC, Montel DC, Santos GFFS, Paiva TV. Rotulagem nutricional de alimentos: utilização e compreensão entre estudantes. Braz. J. of Develop. 2020; 6(11): 90688-90699

Talagala IA, Arambepola C. Use of food labels by adolescents to make healthier choices on snacks: a cross-sectional study from Sri Lanka. BMC Public Health 2016; 16(1):739.

Schmitz BDAS, Recine E, Cardoso GT, Silva JRM, Amorim NFA, Bernardon R, Rodrigues MLCF. A escola promovendo hábitos alimentares saudáveis: uma proposta metodológica de capacitação para educadores e donos de cantina escolar. Caderno de Saúde Pública. 2008; 24(20): S312-S322.

Danelon MAS, Danelon MS, Silva, MV. Serviços de alimentação destinados ao público escolar: análise da convivência do Programa de Alimentação Escolar e das cantinas. Segurança Alimentar e Nutricional. 2006; 13(1): 85-94.

Bendino NI, Popolim WD, Oliveira CRA. Avaliação do Conhecimento e dificuldades de consumidores frequentadores de supermercado convencional em relação à rotulagem de alimentos e informação nutricional. J Healt Sci Inst. 2012; 30(3):261-5.

Instituto Brasil de Defesa do Consumidor (IDEC). O rótulo pode ser melhor. 2016. [acessado 2018 Mar 27] Disponível em: https://www.idec.org.br/em-acao/revista/rotulo-mais-facil/materia/o-rotulo-pode-ser-melhor.

Araújo CSB, Monteiro RA, Toral N, Gubert M. "Acho difícil entender o rótulo": a rotulagem nutricional na percepção dos consumidores do Distrito Federal. [monografia] Brasília: Faculdade de Ciências da Saúde; 2012.

Oliveira, TPD. Bebidas artificiais não alcoólicas: adolescentes leem e compreendem seus rótulos?. Revista Urutágua 2014; 29:55-63.

Souza EF , Silva KCN, Santos AR, Oliveira FLN, Guedes JPS, Azerêdo GA. Faixa etária exerce influência na leitura e compreensão de rótulos nutricionai. In: Anais do XXV congresso Brasileiro de ciência e tecnologia dos alimentos. 2016. Rio Grande do SulRibeiro B, Prates V. Rotulagem Nutricional Entenda O Debate. Boletim BMJ 2017; 3(1):11-19.

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária(ANVISA). Resolução RDC nº 459, 8 de Outubro de 2020. Dispõe sobre a rotulagem nutricional dos alimentos embalados. Diário oficial da união 2020; 09 out.

Baladia E, Basulto J. Sistema de clasificación de los estudios en función de la evidencia científica. Dietética y nutrición aplicada basadas en la evidencia (DNABE): una herramienta para el dietista-nutricionista del futuro. Act Diet. 2008;12(1):11-9.

Alaniz-Salinas, N, Castillo-Montes, M. Evaluación del etiquetado frontal de advertencia de la Ley de Alimentos en adultos responsables de escolares de las comunas de La Serena y Coquimbo. Revista chilena de nutrición. 2020; 47(5), 738-749.

Downloads

Publicado

2022-03-31

Como Citar

Monteiro Souza, R. B., Queiroz Valente, Érica, & Monteiro Silva, F. (2022). Compreensão de adolescentes sobre as informações nutricionais e suas formas de apresentação em rótulos de alimentos . Revista Da Associação Brasileira De Nutrição - RASBRAN, 12(4), 154–170. https://doi.org/10.47320/rasbran.2021.1698

Edição

Seção

Artigos Originais