Avaliação das condições higienicossanitárias do processo de produção de refeições escolares tendo como referência o Guia de Instruções das Ferramentas para as Boas Práticas na Alimentação Escolar

Autores

  • Ana Paula Gonçalves de Souza Universidade Federal de Juiz de Fora- Campus Governador Valadares https://orcid.org/
  • Angélica Cotta Lobo Leite Carneiro Universidade Federal de Juiz de Fora - Campus Governador Valadares https://orcid.org/0000-0002-0865-9294

DOI:

https://doi.org/10.47320/rasbran.2021.2026

Resumo

Objetivo: avaliar as condições higienicossanitárias e a adoção de boas práticas demanipulação nas creches e escolas públicas de um município do interior de Minas Gerais. Métodos: trata-se de um estudo transversal, descritivo e com abordagem quantitativa que utilizou como instrumento de coleta de dados a Lista de verificação de boas práticas para unidades de alimentação e nutrição escolares, indicada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. A lista é organizada em seis blocos temáticos e classifica as escolas quanto ao risco sanitário, sendo: Muito Alto, Alto, Regular, Baixo ou Muito Baixo. Foram avaliadas cinco creches/escolas de um município da Zona da Mata Mineira que oferece 2091 refeições por dia por meio do serviço de autogestão. Resultados: do total das escolas pesquisadas, 60,0% apresentaram-se irregulares quanto às condições higienicossanitárias. O bloco temático “Manipuladores” apresentou os piores resultados, uma vez que nenhuma escola/creche atingiu o mínimo indicado como satisfatório (51,0%). O bloco “Recebimento” apresentou os melhores resultados, estando 80% das unidades acima do percentual mínimo desejado. Os itens que se referiram à presença de lavatórios exclusivos para lavagem de mãos, utilização de termômetros e balcão térmico e ao monitoramento da saúde dos manipuladores e participação deles em capacitações encontraram-se inconformes em todas as unidades. Conclusão: as creches/escolas analisadas possuem condições higienicossanitárias insatisfatórias e são necessárias adoção de medidas corretivas que abranjam o processo de produção como um todo, a fim de garantir a segurança das crianças e adolescentes atendidas nessas instituições de ensino.

Palavras-chave: Alimentação escolar. Boas práticas de manipulação. Higiene dos alimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-07-27

Como Citar

Gonçalves de Souza, A. P., & Cotta Lobo Leite Carneiro, A. (2021). Avaliação das condições higienicossanitárias do processo de produção de refeições escolares tendo como referência o Guia de Instruções das Ferramentas para as Boas Práticas na Alimentação Escolar. Revista Da Associação Brasileira De Nutrição - RASBRAN, 12(2), 71–88. https://doi.org/10.47320/rasbran.2021.2026

Edição

Seção

Artigos Originais