Avaliação do Consumo Alimentar Durante o Distanciamento Social Devido à Pandemia de COVID-19 em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47320/rasbran.2021.2214

Resumo

Objetivo: Analisar o consumo alimentar durante o distanciamento social em adultos residentes em Belo Horizonte, Minas Gerais. Metodologia: Foi utilizado um questionário autoaplicável com questões retiradas da Vigitel 2019 e outras relacionadas ao estresse e comportamento alimentar. Os participantes receberam o link do questionário no Google forms via mídias sociais, esses eram entre a faixa dos 20 aos 59 anos de idade, que se enquadraram aos critérios de inclusão do estudo. Os critérios de exclusão foram: grávidas, alcoolista, fumantes, pessoas em tratamento dietético e/ou uso medicação psiquiátrica, indivíduos diagnosticados com transtorno alimentar e/ou com a COVID-19 durante a pandemia, além da população que não permaneceu em distanciamento social, saindo para atividades de natureza social.  O cálculo amostral foi de 439 entrevistados feito com base em um tamanho de efeito de 0,10; valor esse calculado através de uma amostra piloto com o poder do teste de 80% e intervalo de confiança de 90%,  a computação amostral foi realizada pelo  programa GPower versão 3.1 .  Resultados: Um total de 382 pessoas responderam ao questionário, destes 68% eram do sexo feminino e 32% do sexo masculino. Cerca de 69% estavam na faixa etária entre 20 e 29 anos de idade e 40,4% dos participantes possuíam ensino superior incompleto. Observou-se o aumento do consumo de doces, massas e ultraprocessados relacionados com o estresse pelas mulheres; já na população masculina observou-se o consumo inferior destes alimentos. A ingestão de hortaliças apresentada pelos participantes foi inferior ao resultado da VIGITEL de 2019, já o consumo de alimentos ultraprocessados foi superior. Conclusão: A pandemia causada pela COVID-19 levou a alterações nas práticas alimentares da população de Belo Horizonte, observando-se a diminuição da frequência do consumo de alimentos in-natura e minimamente processados e o aumento da ingestão de alimentos industrializados, relacionados ao estresse.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Ministério da Saúde. Coronavírus (COVID-19). Governo do Brasil, 2020. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br/sobre-a-doenca

Butler Michael J, BARRIENTOS Ruth M. The impact of nutrition on COVID-19 susceptibility and long-term consequences. Brain, Behav Immun [Internet], 2020. [Acesso em 2020 de nov 10]. 87. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7165103/.

Jin Yuefei et al. Virology, Epidemiology, Pathogenesis, and Control of COVID-19. Eur J Clin Nutr [Internet]. 2020. [Acesso 2020 maio 25]. 12(4). Disponível em:https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7154215/.

Macedo Yuri Miguel, Ornellas Joaquim Lemos, Do Bomfim Helder Freitas. COVID–19 No Brasil: o que se espera para população subalternizada? Revista Encantar [Internet], 2020 [Acesso 2020 maio 25].2(1). Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/340242527_COVID_-_19_NO_BRASIL_o_que_se_espera_para_populacao_subalternizada.

Walker P et al. Report 12: The Global Impact of COVID-19 and Strategies for Mitigation and Suppression. Clin Med (Lond) [Internet]. 2020. [Acesso 2020 Maio 24]. Disponível em https://spiral.imperial.ac.uk:8443/handle/10044/1/77735.

Belo Horizonte. Prefeitura de Belo Horizonte. Decreto nº 17.298, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre medidas temporárias de prevenção ao contágio e de enfrentamento e contingenciamento, no âmbito do Poder Executivo, da epidemia de doença infecciosa viral respiratória causada pelo agente Coronavírus – COVID-19. Diário Oficial do Município, Belo Horizonte. ano 26, n. 5976 [Acesso em 2020 Maio 25]. Disponível em: http://portal6.pbh.gov.br/dom/iniciaEdicao.do?method=DetalheArtigo&pk=1226966

Centro De Estudos E Pesquisas Em Emergências E Desastres Em Saúde (CEPEDES).Recomendações para gestores [folder online]. Brasília: FIOCRUZ; 2020 [Acesso 2020 Jun 20]. Disponível em:https://www.fiocruzbrasilia.fiocruz.br/wp-content/uploads/2020/04/Sa%C3%BAde-Mental-e-Aten%C3%A7%C3%A3o-Psicossocial-na-Pandemia-Covid-19-recomenda%C3%A7%C3%B5es-para-gestores.pdf.

Brooks, Samantha et al. The Psychological Impact of Quarantine and How to Reduce it Rapid Reviews of Evidence. Lancet [Internet]. 2020. [Acesso em 2020 Maio 25]. 395(10227). Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0140673620304608>

Hawryluck Laura et al. SARS Control and Psychological Effects of Quarantine, Toronto, Canada. Emerg Infect Dis [Internet]. 2004. [Acesso em 2020 Nov 10].10(7).Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3323345/>

Yau Yvonne, POTENZA Marc. Stress and Eating Behaviors. Minerva Endocrinol [Internet]. 2013. [Acesso em 2020 Maio 25]. 38(3). Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4214609/.

Alvarenga Marle, Koritar Priscila, Atitude e Comportamento Alimentar: determinantes de escolhas e consumo. In: Alvarenga, Marle et al (Org) Nutrição Comportamental. 1ª ed. digital, Barueri: Manole Ltda, 2016. Cap. 2, p. 100-163.

Adam Tanja; Epel Elissa. Stress, eating and the reward system. Physiol. & Behav. [Internet]. 2007 [acesso em 2020 Maio 24]; 91(4): Disponível em:https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0031938407001278.

ABBAS, Ahmed; KAMEL, Mark. Dietary habits in adults during quarantine in the context of COVID-19 pandemic. Obes Res. [Internet]. 2020 [acesso em: 25 maio 2020]; 19(2): Disponível em:https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2451847620300749?via%3Dihub.

Muscogiuri Giovanna et al. Nutritional Recommendations for COVID-19 Quarantine. Eur J Clin Nutr [Internet]. 2020. [Acesso em 2020 de Maio de 24]. 74. Disponível em: <https://www.nature.com/articles/s41430-020-0635-2>

Scarmozzino F, Visioli F. Covid-19 and the Subsequent Lockdown Modified Dietary Habits of Almost Half the Population in an Italian Sample. Foods [Internet] 2020 [Acesso em 2020 Nov 25]; 9(5):675. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7278864/

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Desemprego[Internet]. Brasília: IBGE [Acesso em 2020 Dez 08]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/explica/desemprego.php

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - novembro 2020 [Internet]. Brasília: IBGE [Acesso em 2020 Dez 08]. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/home/ipca/brasil

Caixa Econômica Federal[Homepage na Internet]. O que é [Acesso em 2020 Maio 25]. Disponível em: <https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio>

Jaime, Patrícia. In: 8º webinar: Insegurança Alimentar e Nutricional em Tempos de COVID-19 [evento na Internet]. 2020 maio 6; São Paulo, Brasil [Acesso em 6 maio 2020]. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=PhZejewNlz4&t=5593s

Ministério da Saúde. Vigitel: o que é, como funciona, quando utilizar e resultados [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2020. [acesso em 2020 Nov 18]. Disponível em: https://antigo.saude.gov.br/saude-de-a-z/vigitel.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Artigo - Comercialização e consumo de hortaliças durante a pandemia do novo coronavírus [Acesso em 2020 Nov 13]. Disponível em: <https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/52561599/artigo---comercializacao-e-consumo-de-hortalicas-durante-a-pandemia-do-novo-coronavirus>.

Steele Eurídice Martínez et al. Dietary changes in the NutriNet Brasil cohort during the covid-19 pandemic. Revista de saude publica, v. 54, p. 91, 2020.

Salvato Marcio, Ferreira Pedro, Duarte Angelo. O Impacto da Escolaridade Sobre a Distribuição de Renda. Est. Econ [Internet]. 2010 [Acesso em 2020 Dez 07]; 40(4). Disponível em https://www.scielo.br/pdf/ee/v40n4/v40n4a01.pdf

Pollán Marina et al. Prevalence of SARS-CoV-2 in Spain (ENE-COVID): a nationwide, population-based seroepidemiological study. Lancet [Internet]. 2020 [Acesso em 2020 Nov 20]; 396(10250). Disponível em: https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)31483-5/fulltext

Górnicka Magdalena et al. Dietary and lifestyle changes during COVID-19 and the subsequent lockdowns among Polish adults: A Cross-sectional online survey PLifeCOVID-19 study. Nutrients [Internet]. 2020 [Acesso em 2020 Nov 20];12(8). Disponível em: https://www.mdpi.com/2072-6643/12/8/2324

Fundação Oswaldo Cruz [Internet]. Covid Pesquisa de Comportamentos [Acesso em 02 jun. 2020]. Disponível em: https://convid.fiocruz.br/index.php?pag=alimentacao. FARO, Andre et al. COVID-19 e saúde mental: A emergência do cuidado. Estud Psicol (Campinas) [Internet]. 2020. [Acesso em 2020 Nov 10]. 37(e200074). Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-166X2020000100507&tlng=pt

França Cristineide Leandro et al. Contribuições da psicologia e da nutrição para a mudança do comportamento alimentar. J Psicol [Internet]. 2012 [Acesso em 2020 maio 24];17(2). Disponível em:https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-294X2012000200019&script=sci_arttext.

Ulrich-Lai Yvonne M. et al. Stress exposure, food intake and emotional state. Stress [Internet]. 2015 [Acesso em 2020 Nov 20]; 18(4). Disponível em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4843770/

Macedo Danielle, Diez-Garcia Rosa. Sweet craving and ghrelin and leptin levels in women during stress [Internet]. 2014 [Acesso em 2020 Nov 20]. Disponível em https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0195666314002396?via%3Dihub

Brasil. Ministério da Saúde. Vigitel Brasil 2019: Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico.1 ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2020.

Downloads

Publicado

2022-03-31

Como Citar

Teixeira Pereira, T., Salgado Vieira Sette, N., Torres Lemos, R., & Girundi Pereira, A. P. (2022). Avaliação do Consumo Alimentar Durante o Distanciamento Social Devido à Pandemia de COVID-19 em Belo Horizonte, Minas Gerais. Revista Da Associação Brasileira De Nutrição - RASBRAN, 12(4), 99–112. https://doi.org/10.47320/rasbran.2021.2214

Edição

Seção

Artigos Originais