Evidências do impacto da nutrição na psoríase

  • Marina Yazigi Solis Faculdade de Medicina da USP (FMUSP)
  • Cid Yazigi Sabbag Faculdade de Medicina da USP (FMUSP)
  • Vera Silva Frangella Centro Universitário São Camilo
Palavras-chave: Psoríase, Nutrição, Inflamação, Síndrome metabólica, DIETOTERAPIA, LITERATURA DE REVISÃO COMO ASSUNTO

Resumo

A psoríase é uma doença que acomete 2% a 3% da população mundial, e é caracterizada pela hiperproliferação de células da epiderme, ocasionando acúmulo celular sob a superfície da derme, formando placas esbranquiçadas e lesões cutâneas. Ela tem etiologia multifatorial, com predisposição genética das pessoas afetadas, sendo a doença classificada por alguns estudiosos como inflamatória, recorrente e de evolução crônica. A psoríase pode estar associada ao desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) como obesidade, hipertensão, dislipidemia e, portanto, também a síndrome metabólica. Assim, acredita-se que alterações no padrão alimentar de pacientes com psoríase podem prevenir o agravamento da própria doença e o surgimento de novas lesões, além de minimizar os riscos associados às doenças crônicas. Estudos recentes têm demonstrado melhora significativa na qualidade de vida dos pacientes com psoríase quando submetidos a dietas de restrição calórica, com o incremento de vitaminas e minerais provenientes de frutas e hortaliças, e a inclusão de alimentos que sejam fonte de ômega 3, como, por exemplo, diversos tipos de peixes. Assim, justifica-se a importância de revisar na literatura a influência da nutrição na psoríase e propor cuidados nutricionais específicos a esta população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marina Yazigi Solis, Faculdade de Medicina da USP (FMUSP)

Nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo e especialização em Nutrição Clínica pelo Centro Universitário São Camilo. Tem experiência na área de Nutrição, com ênfase em Nutrição Clínica aplicada à Atividade Motora. Membro do Laboratório de Nutrição e Metabolismo aplicados à Atividade Motora da USP e do Laboratório de Avaliação e Condicionamento em Reumatologia (HCFMUSP). Doutoranda pela disciplina de Reumatologia, Faculdade de Medicina da USP (FMUSP)

Cid Yazigi Sabbag, Faculdade de Medicina da USP (FMUSP)

Médico, Dermatologista, diretor do Centro Brasileiro de Estudos em Psoríase (CBEP). Diretor da Clínica Sabbag. Médica credenciado do Hospital Albert Einstein Abreu Sodré/AACD. Ex-professor Adjunto de Dermatologia do Hospital Ipiranga. Doutorando no programa da Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP).

Vera Silva Frangella, Centro Universitário São Camilo

Nutricionista, docente do curso de graduação em Nutrição e pós-graduação em Nutrição Clínica do Centro Universitário São Camilo. Mestre em Gerontologia, pela PUC-SP; Especialista em Gerontologia pela SBGG; Nutrição Clínica pela ASBRAN; Terapia de Nutrição Parenteral e Enteral pela SBNPE; Administração em Serviços da Saúde pela Faculdade de Saúde Pública da FMUSP.

Publicado
2013-11-19
Como Citar
Solis, M. Y., Sabbag, C. Y., & Frangella, V. S. (2013). Evidências do impacto da nutrição na psoríase. Revista Da Associação Brasileira De Nutrição - RASBRAN, 5(1), 41-51. Recuperado de https://rasbran.com.br/rasbran/article/view/6
Seção
Artigos de Revisão