Adesão ao tratamento nutricional de portadores de diabetes mellitus tipo 2: Uma revisão bibliográfica

Joseane Pereira, Eliani Frizon

Resumo


 O diabetes mellitus tipo 2 vem se tornando um dos principais problemas de saúde pública, alcançando expressiva representação como causa de doença e de morte no mundo todo. A adesão ao tratamento para esta patologia tem sido um desafio aos profissionais de saúde, em especial aos nutricionistas responsáveis pelas orientações quanto à dieta a ser seguida pelos diabéticos. Assim, o objetivo deste estudo foi identificar quais os principais fatores que interferem na adesão ao tratamento dietético e desta forma contribuir com informações aos profissionais de saúde, em especial aos nutricionistas. Para isso realizou-se uma pesquisa bibliográfica, em bases de dados, de artigos publicados a partir do ano de 2005. Encontrou-se um total de 29 artigos, que seguindo critérios de inclusão e exclusão, foram reduzidos a 13 artigos. Os resultados mostraram que os hábitos alimentares prévios são os que mais interferem na adesão à dieta, sendo citados em 61,54% dos artigos, os aspectos emocionais e apoio familiar e/ou social apareceram em 46,15% dos estudos analisados. Os socioeconômicos e/ou classe social; restrição alimentar; ausência de diagnóstico/conhecimento sobre complicações do diabetes/escolaridade foram encontrados em 38,46%, das análises. Outros fatores citados em 23,08% dos estudos avaliados foram referentes à doença assintomática/negligência; ausência de motivação. Com percentual de 7,69% os artigos apresentaram fatores como, ausência de atendimento de uma equipe multiprofissional, crenças e abordagem inadequada da doença pelo profissional de saúde.  Assim, pode-se concluir que há diversos fatores que influenciam no tratamento, especialmente os hábitos alimentares previamente adquiridos, e que estes devem ser considerados pelos profissionais, preservando a individualidade do paciente.

 


Palavras-chave


Diabetes Mellitus tipo 2;Adesão;Dieta; DIABETES MELLITUS/dietoterapia; COMPORTAMENTO ALIMENTAR; LITERATURA DE REVISÃO COMO ASSUNTO

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

Anunciação PC, Braga PG, Almeida PS, LOBO LN, PESSOA MC. Conhecimento de portadores de diabetes mellitus tipo 2 acerca da alimentação antes e após intervenção nutricional. Nutrição Brasil- janeiro/fevereiro 2013. Disponível em http://www.researchgate.net/publication/259582507_Conhecimento_de_portadores_de_diabetes_mellitus_tipo_2_acerca_da_alimentao_antes_e_aps_interveno_nutricional.

Medeiros, PM. Processo de cuidar do portador de diabetes mellitus: revisão integrativa da literatura, 2014. Disponível em http://www.escs.edu.br/pesquisa/revista/2013Vol24_3_5_Processocuidarportador.pdf

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica : diabetes mellitus / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde, 2013. 160 p. (Cadernos de Atenção Básica, n. 36). Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/estrategias_cuidado_pessoa_diabetes_mellitus_cab36.pdf

Nakagaki MS, Mclellan KCP. Diabetes tipo 2 e estilo de vida: o Papel do Exercício Físico na Atenção Primária e na Secundária.Saúde em Revista. Piracicaba, v. 13, n. 33, p. 67-75. 2012. Disponível em https://www.metodista.br/revistas/revistasunimep/index.php/saude/article/viewArticle/1174

Tobias RF, Dadalti MRM. Diabetes: Dificuldades de adesão ao tratamento, uma experiência adquirida na prática - estudo de caso. 2008. Disponível em http://docplayer.com.br/1953512-Diabetes-dificuldades-de-adesao-ao-tratamento-uma-experiencia-adquirida-na-pratica-estudo-de-caso-resumo.html

Yamada ATT, Lavras C, Demuner MS. Manual de orientação clinica/Diabetes mellitus. São Paulo: SES/SP, 2011. Disponível em http://docplayer.com.br/3538649-Manual-de-orientacao-clinica-diabetes-mellitus.html

Oliveira JEP,Vencio S. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes: 2013-2014/Sociedade Brasileira de Diabetes;CONSENSO - São Paulo: AC Farmacêutica, 2014. Disponível em http://www.sgc.goias.gov.br/upload/arquivos/2014-05/diretrizes-sbd-2014.pdf.

Kirsten, J. Nutritional intervention in patients with type 2 diabetes Who are hyperglycaemic despite optimised drug treatment— Lifestyle Over and Above Drugs in Diabetes (LOADD) study: randomised controlled Trial. 2010. BMJ, [S.l.], v. 341, 20 Jul. 2010. DOI: http://dx.doi.org/10.1136/bmj.

Molena-Fernandes CA, Junior Nardo N, Tasca RS, Pelloso SM, Cuman RKN. A importância da associação de dieta e de atividade física na prevenção e controle do Diabetes mellitus tipo 2. ActaSci. HealthSci, v. 27, n. 2, p. 195-205, 2005.Disponível em http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHealthSci/article/view/1427/797.

Péres DS,Santos MA dos, Zanetti M L, Ferronato AA. Dificuldades dos pacientes diabéticos para o controle da doença: sentimentos e comportamentos. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 15, n. 6, p. 1105-1112, 2007. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-11692007000600008&script=sci_arttext&tlng=pt.

Organização Mundial de Saúde - OMS (2003). Adherence to long-term therapies: Evidence for action [relatório]. Geneve: World Health Organization.

Ferreira EAP, Fernandes AL. Treino em auto-observação e adesão à dieta em adulto com diabetes tipo 2.Psicologia: teoria e pesquisa. 2009. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722009000400019.

Gomes Villas-Boas LC, Foss MC, Foss-Freitas MC, Torres HC, Monteiro LZ, Pace AE. Adesão à dieta e ao exercício físico das pessoas com diabetes mellitus. Texto Contexto Enferm. 2011. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-07072011000200008&script=sci_abstract&tlng=pt.

Silveira LMC, Ribeiro VMB. Grupo de adesão ao tratamento: espaço de “ensinagem” para profissionais de saúde e pacientes - Comunic., Saúde, Educ. set. 2004/fev.2005. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/icse/v9n16/v9n16a08.pdf

Coelho CR, Amaral VLAR. Análise dos comportamentos de adesão ao tratamento em adultos portadores de diabetes mellitus tipo 2. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, v. 14, n. 1, p. 04-15, 2012. Disponível em http://www.usp.br/rbtcc/index.php/RBTCC/article/viewFile/488/345

Espirito-Santo MB. Adesão dos portadores de diabetes mellitus ao tratamento farmacológico e não farmacológico na Atenção Primária à Saúde. Revista Enfermagem Revista. 2012. Disponível em http://periodicos.pucminas.br/index.php/enfermagemrevista/article/view/3275

Gross CC, Gross JL, Goldin JR. Problemas emocionais e percepção de coerção em pacientes com diabetes tipo 2: um estudo observacional. Clinical & Biomedical Research. 2010. Disponível em file:///C:/Users/Documentos/Desktop/17802-64960-6-PB.pdf.

Faria HTG, Santos MA, Arrelias CCA, Rodrigues FL, Gonela J T, Teixeira CRS, Zanetti ML. Adesão ao tratamento em diabetes mellitus em unidades da Estratégia Saúde da Família. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 2014.Disponível em http://www.revistas.usp.br/reeusp/rt/captureCite/84086/86927

Valle JMN, Euclydes MP. A formação dos hábitos alimentares na infância: uma revisão de alguns aspectos abordados na literatura nos últimos dez anos. Rev APS. 2007. Disponível em http://www.ufjf.br/nates/files/2009/12/Hinfancia.pdf.

Toral N,Slater B.Abordagem do modelo transteórico no comportamento alimentar. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2007. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232007000600025&script=sci_arttext

Freitas MCS, Fontes GAV, Oliveira N. orgs. Escritas e narrativas sobre alimentação e cultura [online]. Salvador: EDUFBA, 2008. Disponível em http://static.scielo.org/scielobooks/9q/pdf/freitas-9788523209148.pdf.

Kaufman A. Alimento e Emoção. ABESO-60. Dez. 2012 Disponível em http://www.abeso.org.br/pdf/revista60/alimento_emocao.pdf.

Péres DS, Franco LJ, Santos MA. Comportamento alimentar em mulheres portadoras de diabetes tipo 2.Rev Saúde Pública. 2006. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102006000200018

Costa DS. A gente não quer só comida: de Carême a Maslow, com o profissional de Relações Públicas pode contribuir com o Planejamento Estratégico de restaurante. Porto Alegre, 2010. Disponível em http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/28013/000767568.pdf.

Canesqui AM, Garcia RWD. Antropologia e Nutrição. Um diálogo possível. [online] Rio de Janeiro. Editora Fiocruz, 2005. Disponível em https://books.google.com.br/books?id=mLYXBAAAQBAJ&pg=PA67&lpg=PA67

Pontieri FM, Bachion MM. Crenças de pacientes diabéticos acerca da terapia nutricional e sua influência na adesão ao tratamento. Ciência e Saúde Coletiva. 2010. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232010000100021

Zanetti, Maria Lúcia et al. O cuidado à pessoa diabética e as repercussões na família.Revista Brasileira de Enfermagem, Ribeirão Preto. 2008.Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672008000200007&script=sci_abstract&tlng=pt

Nakagali MS, Mclellen KCP. Diabetes tipo 2 e estilo de vida: o Papel do exercício Físico na atenção Primária e na secundária. AÚDE REV., Piracicaba, jan.-abr. 2013. Disponível em http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:eDHrCF1XEREJ:https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/saude/article/download/1174/1163+&cd=2&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

Gomes Villas-Boas LCG, FOSS M C, FREITAS MCF, PACE AE. Relação entre apoio social, adesão aos tratamentos e controle metabólico de pessoas com diabetes mellitus. Rev. Latino-Am Enfermagem, 2012. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-11692012000100008&script=sci_abstract&tlng=pt

Silva I, Ribeiro JLP, Cardoso H. Adesão ao tratamento da diabetes Mellitus: a importância das características demográficas e clínicas. 2006. Disponível em http://www.index-f.com/referencia/2006pdf/33-2006-jun.pdf

Silva BCM, Braz AC, Lopes DS, Rotandano JAR, Silva MPS, Caldas NM. Avaliação da adesão ao tratamento pelo paciente com diabetes mellitus na estratégia de saúde da família Basílio I do município de Ilhéus, Bahia, Brasil 2012. Disponível em http://www.revistas.udesc.br/index.php/udescemacao/article/viewFile/2531/pdf_1

BRASIL. Abordagem nutricional em diabetes mellitus / Coord.: Anelena Soccal Seyffarth, Laurenice Pereira Lima, Margarida Cardoso Leite. Brasília: Ministério da Saúde, 2000. Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/abordagem_nutricional_diabetes_mellitus.pdf

Souza LC, Silvestre MR. Alimentação, Estilo de Vida e Adesão ao Tratamento Nutricional no Diabetes Mellitus Tipo 2. 2013.Disponível em http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:jDzKkKmUx2QJ:seer.ucg.br/index.php/estudos/article/download/3057/1858+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

ASSUNCAO TS, URSINE PGS. Estudo de fatores associados à adesão ao tratamento não farmacológico em portadores de diabetes mellitus assistidos pelo Programa Saúde da Família, Ventosa, Belo Horizonte. Ciênc.saúde coletiva [online]. 2008. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232008000900024&script=sci_arttext

Maia FFR, Araújo LR. Projeto. Arq. bras. endocrinol. Metab. 2002. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27302002000500011


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista da Associação Brasileira de Nutrição - RASBRAN